sábado, 26 de julho de 2014

Prática educativa 
Agosto - Mês do Folclore
Conteúdo: Folclore/ Brinquedos ou brincadeiras populares
Objetivo: Resgate da cultura popular brasileira, produção de texto instrucional e socialização
Metodologia: Em grupo, as crianças foram designadas à preparar um brinquedo ou brincadeira popular para apresentar para a classe e confeccionar um manual de instruções sobre “como fazer coisas” utilizando linguagem instrucional de fácil entendimento para ser distribuído para crianças da 1º série a fim de que possam construir elas mesmas os brinquedos.
Avaliação: A avaliação dessa atividade vai desde a criação da brincadeira ou brinquedo até o resultado final. A professora, por meio dessa atividade, pode avaliar a criatividade dos alunos ao escolher o brinquedo, o capricho e clareza na hora de explicar a confecção do mesmo e ainda avaliar o processo de escrita do manual observando a caligrafia, o desenvolvimento do texto, a objetividade das instruções e a interação dos alunos com a classe em cada etapa do trabalho.

terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

A importância da brincadeira na Educação Infantil


O presente artigo tem como objetivo buscar compreender a brincadeira na Educação Infantil como proposta pedagógica, visto que os professores afirmam não ter conhecimento teórico para embasar sua prática de forma lúdica no ambiente escolar.

Este tema se justifica pois a pesquisa tem como ponto de partida o brincar como uma necessidade da criança para que seu desenvolvimento social e cognitivo seja plenamente alcançado.

É através da brincadeira que a criança manifesta e vivencia possibilidades, limitações e conflitos.

A brincadeira é essencial para a saúde física e mental da criança, além de fazer parte da formação educativa do indivíduo, favorecendo o bem-estar da vida familiar e comunitária.

Quando a criança é privada de brincar e de vivenciar o lúdico na Educação Infantil, isso poderá comprometer o seu desenvolvimento saudável, ocasionando consequências na vida escolar e na forma como aprende.

Portanto faz-se necessário a elaboração de uma nova proposta curricular condizente com as especificidades da criança pequena que necessita de um olhar voltado para o desenvolvimento de suas funções psicológicas, intelectuais e cognitivas.  Objetivos claramente alcançados através do lúdico e da brincadeira.

quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Teoria do Reforço e Punição


Um pouco de Psicologia sempre ajuda....
 
Burrhus Frederic Skinner foi um dos maiores defensores do behaviorismo e um grande expoente da psicologia experimental.

O pensador norte-americano, autor e psicólogo que viveu entre 1904 e 1990, teve como sua obra mais marcante o ‘behaviorismo radical ’ onde acreditava-se que para explicar o comportamento humano em todos os seus diferentes universos, seria necessário embasamento em evidências e não apenas em especulações.

Durante anos Skinner dedicou-se a atividades que envolviam experiências práticas com animais como pombos e ratos e era obcecado pela observação do comportamento animal e humano.

Considerado como um dos pais da psicologia comportamental, Frederic Skinner desenvolveu a teoria do Reforço, onde entendia-se que o comportamento das pessoas poderia ser influenciado e controlado através do reforço (recompensa).

Em sua teoria, Skinner concluía que ações do indivíduo com consequências positivas inclinavam-se a serem repetidas no futuro enquanto o comportamento punido seria eliminado.

Comportamento = Consequência

Quando a consequência é agradável, a frequência do comportamento aumenta (reforço)

Quando a consequência é desagradável, a frequência do comportamento diminui (punição)

Skinner classifica ainda os eventos reforçadores em positivo, quando há a apresentação de um estímulo, no acréscimo de alguma coisa à situação e negativo, quando da remoção de alguma coisa ou evento da situação.

Em ambos, o efeito do reforço é o mesmo, isto é, a possibilidade da resposta é aumentada.
 


"Poderíamos solucionar muitos dos problemas de delinquência e criminalidade, se pudéssemos mudar o meio em que foram criados os transgressores pois a tarefa da educação é desenvolver um repertório de comportamentos que sejam eventualmente reforçados na vida diária e profissional do graduado" ( frase e pensamento de Skinner)